SOU UM MALDITO PREGUIÇOSO

UMA AUTOCRÍTICA


EU EM CASA SEMPRE QUE NÃO TENHO NADA QUE 

ME OBRIGUE A AGIR, MESMO COM COISAS À FAZER

Preciso fazer isso, já passou da hora. Por qual motivo um homem que almeja dia após dia se aproximar da inalcançável retidão de caráter e conduta de filósofos como Platão e Sócrates e do heroísmo mítico de figuras como Ulisses e Péricles (o general grego, não o do pagode, ô caralho) e que  critica tanto a sociedade e o comportamento imbecil, desregrado e depravado das pessoas uma hora não se olharia no espelho e desceria  a madeira em si mesmo? Como continuar ignorando meu maior defeito, a PREGUIÇA?

A resposta para isso está contida na própria pergunta: por pura e simples PREGUIÇA! Vejam como este maldito defeito e vício tem um mecanismo de autodefesa perfeito trancando sua vítima, que também alimenta o próprio algoz, em um ciclo vicioso de moleza, morosidade e desânimo sem fim.

A princípio não preciso nem dar muitos exemplos de como já tive e tenho até hoje minha vontade de potência corroída e adoecida pela podridão da preguiça que se alojou em mim com mais força que nunca, bastando apenas observar o estado deste blog que está praticamente abandonado e que já passou períodos imensos sem atualizações ou textos novos. Incontáveis vezes já anunciei na pagina do Facebook sobre meu retorno aos escritos, e tirando as poucas vezes em que cumpri minha palavra escrevendo algo, mas não dando a continuidade semanal prometida, o restante esmagador das vezes ficou apenas na promessa. 


Resultado disso: o pequeno público que arrebanhei com muita dificuldade e divulgação no Orkut (puta que pariu, quanto tempo!) no inicio do blog se foi e muito provavelmente esqueceu completamente da existência deste lugar e deste reclamão rabugento. Os comentários desapareceram, mesmo sendo que os textos escritos hoje em dia, em minha opinião, sejam bem mais concisos e articulados em relação aos primeiros textos feitos nos primórdios e com a empolgação e euforia inicial. As visualizações dos textos que as vezes me surpreendiam, como os mais de 37.000 visualizações no mal escrito texto FACEBOOK: DE MURO DAS LAMENTAÇÕES A ALTAR DA EGOLATRIA que até hoje apesar do minusculo movimento ainda é o mais procurado, desapareceram quase que completamente... por puro desleixo e abandono de minha parte.

Muitas vezes tive ideias muito boas sobre assuntos a serem tratados, títulos, subtítulos, frases e até parágrafos inteiros para escrever aqui, algumas vezes enquanto tomava banho, outras dirigindo pro trabalho e a maioria delas deitado no sofá ou na cama, inerte, olhando pro teto sem a mínima energia de levantar, ligar o computador e transformar as idéias em caractéres.

Em momento algum até hoje pensei em ganhar fama ou dinheiro com este blog, por isso mesmo e para a segurança de seus olhos e mentes incapazes de testemunhar os horrores dignos de C
thulhu, me mantenho anônimo. Mas mesmo sem pensar em dinheiro, fama ou reconhecimento me recordo da alegria inicial de quando recebia e respondia os primeiros comentários de apoio, as primeiras visitas e até mesmo os primeiros que ousaram discordar do que eu escrevia de maneira ao menos inteligente. E ter deixado este hobby que me ocupava a mente e me afastava de ficar remoendo as amarguras da vida cotidiana ser transformado em pó é algo no mínimo triste, ainda mais por isso espelhar a situação de ruína em que me encontrei durante a maior parte da minha vida, sem animo de fazer nem mesmo aquilo que me agradava e que em muitas vezes me vejo ainda hoje.

Quando mais novo, passava horas à fio em frente ao meu videogame, eu adorava! Acordava cedo, ia pra escola morrendo de sono e era obrigado a aturar 4 horas de aula que considerava extremamente chata (nem imaginava que um dia iria passar 10 horas por dia dentro de uma empresa...) mas assim que tocava o sinal saia como uma bala pelas ruas com alguns poucos porém ardentes objetivos em mente: ver o finalzinho do episódio de Dragon Ball Z, o desenho do Jackie Chan, almoçar e depois em frente à televisão derrotar o Robotnik, o Bowser, fugir da polícia no Driver 2 e buscar vingança pela morte de Aerith até minha mãe me mandar desligar tudo, dizer que eu ia ficar cego daquele jeito e que eu tinha que ir dormir para ir para a escola no dia seguinte, pois já eram 11:50 da noite...

Hoje moro sozinho sem ninguém pra me impedir, tenho PS2, PS3, PS4, PC com conta na Steam e uma prateleira abarrotada de jogos que nunca terminei, muitos ainda nem comecei, só testei os minutos iniciais e comprei só por impulso. Estou morto para a coisa que eu mais gostava e não sei em que exato momento a preguiça me venceu neste campo, mas não é só isso. Muitas vezes me encontro em minha casa completamente imunda, com pilhas imensas de louça para lavar e mais podre e decrépita que o convés do Holandês Voador do filme Piratas do Caribe, o chão coberto de poeira, restos de comida por cima da mesa, a cama do mesmo jeito a semanas, o banheiro então... um pântano em que acho que saio mais sujo do que entrei a cada banho e então eu penso, "Puta hoje não tem nada pra fazer...". TEM SIM SEU IMUNDO FILHO DA PUTA, VÁ LIMPAR ESSE CHIQUEIRO!



A preguiça se esgueirou, penetrou e degenerou muitos aspectos na minha vida, e quanto mais ela se instaura menos vontade tenho de fazer qualquer coisa, pois o efeito psicológico de viver em um ambiente desorganizado e sujo só faz com que a preguiça e a sensação de impotência aumente mais e mais, e então me vejo derrotado, acordando meio dia em fins de semana ensolarados e passando o resto do dia mulambento e entristecido por ter desperdiçado o dia e estar desperdiçando minha vida, que aliás é finita, está passando e nada poderá trazer de volta.

Desde que pisei numa academia pela primeira vez já fazem 6 anos ou mais. Se tivesse me aplicado, me alimentado e frequentado todo esse tempo muito provavelmente já teria um porte físico minimamente notável e hoje em dia estaria apenas mantendo a forma. Mas adivinhem! Esse tempo todo era um vai e volta do caralho. Frequentava 1 mês e ficava 3 sem ir. Se eu juntasse todo o dinheiro de mensalidades e inscrições que já gastei nesse tempo, junto com a grana dos potes de Whey Protein que comprei esporadicamente daria no mínimo para comprar os aparelhos e ter uma academia simples em casa. SEM FALAR QUE NESSE TEMPO TODO APESAR DE EU TER GANHO PESO SÓ COMENDO HAMBÚRGUER COM COCA COLA NÃO CONSEGUI IR MUITO ALÉM DE SER UM FALSO MAGRO QUE FICA OK VESTIDO, MAS SEM CAMISA TEM PANCINHA ESCROTA DE BACONZITOS!!!

Quando alguém me pergunta da academia ainda tenho a cara de pau de dizer: "Está sendo paga".



PUTA QUE PARIU, EU ME TRATO COMO UM VERME!

Apesar de todo o interesse que tenho tanto pelas coisas simples do cotidiano, quanto pelo comportamento das pessoas e pelas coisas filosóficas da vida incluindo até mesmo sua parte política global, de quê adianta tudo isso? De quê adianta me considerar uma pessoa inteligente e capaz acima da média da massa cega e burra telespectadora de Big Brother se eu não faço absolutamente nada com isso? Nem mesmo as coisas que já gostei na vida sinto vontade de fazer mais! Me tornei meu pior inimigo! Um zumbi que apenas trabalha, come, bebe, caga e dorme, mas ao contrários dos demais zumbis com um pouco menos de cérebro que vivem rindo enquanto tomam cerveja, malham ou fazem um churrasco na laje regado a funk, eu nem consigo me divertir, ou ao menos sentir orgulho e gana de me tornar cada vez mais diferenciado estudando assuntos que me interessem, vendo filmes reflexivos, me exercitando, cuidando da minha aparência, saúde e bem estar. Não é depressão, pois já tive, me recuperei e sei bem como é. Trata-se apenas da mais pura preguiça de existir. Eu não sei nem como nunca encontraram meu corpo desidratado no meu quarto, pois nem água eu bebo direito e nem sinto sede. Acho que meu corpo já desistiu de me avisar e só está esperando a morte, pois nem ir ao filtro pegar a porra de um copo, encher de água e beber pra não morrer eu tenho coragem as vezes. PUTA QUE PARIU, O QUE ESTÁ ACONTECENDO!?

Eu encontrei uma namorada bacana que aceita e até acha de certa maneira interessante eu ser um puta misantropo desbocado, tenho emprego, tenho casa, tenho oportunidades, tenho poucos mas bons amigos... Essa merda tem que acabar. Eu preciso e vou deixar de ser uma dessas milhares de pessoas que nascem, crescem, sobrevivem e morrem para um dia ser esquecidas, apagadas da história e da memória, obliteradas pelo tempo e tornam-se insignificantes, menos que pó.

Como minha primeira ação, com este texto, retorno ao meu hobby abandonado, e de agora em diante farei um esforço de Atlas se necessário para sair desta situação patética e medíocre em que me meti por descaso comigo mesmo.

Dito isso, cito Platão:



"A morte não é a pior coisa que pode
acontecer ao homem."


E lhe ofereço o complemento:



(...)Viver como um imbecil com a boca aberta
deixando entrar e sair moscas, é.

TOMAAAAA FILHA DA PUTAAAAAAAAAAA !!!!

Ou eu mudo essa porra ou largo logo tudo e vou viver com os cães na rua. Vou me organizar e se der tudo certo sai outro texto até o fim dessa semana ainda...




Sem mais preguiça
De seu lorde e senhor
Tirano

9 comentários:

  1. A maldita preguiça,sempre ela,nos tirando a vontade de fazer coisas que gostamos,e coisas que gostariamos de fazer,uma das piores coisas na vida de uma pessoa,pois graças a ela deixamos de realizar coisas importantes,que as vezes dariam um rumo diferente a nossas miseráveis vidas.

    ResponderExcluir
  2. Respostas
    1. Que seu texto sirva de motivação para mim também, vivo em situação semelhante, mas sem uma namorada, haha! Pago motel por vergonha de trazer alguma mulher aqui em casa, isso quando descolo alguma vadia do tinder.

      Excluir
    2. Boa sorte na luta contra a preguiça! Caso seja seu objetivo espero que assim você consiga arranjar algum relacionamento fixo que não seja pelo Tinder e que possa levar em casa tendo algo duradouro, até pq na minha opinião homem que usa Tinder pra pegar "vadia" se torna exatamente igual a elas, uma espécie de vadio também, e não pode exigir encontrar alguma decente... aliás, tá ai um bom assunto para texto futuro! Valeu!

      Excluir
  3. qual teu nick na steam pow, joga cs:go?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até tenho Steam , mas não curto jogo online, pois se me viciasse nisso ai que morria de vez e não escrevia mais nada uahuahauhauh

      Excluir

*OBSERVAÇÕES SOBRE OS COMENTÁRIOS
-Comente! Sua participação incentiva o autor, e além disso sabemos que você não esta fazendo nada mesmo, né...
-Se for comentar como anônimo crie ao menos um pseudônimo para se identificar no final do comentário.
-Seu comentário será liberado e respondido assim que aprovado.
-Comentários ininteligíveis ou apenas com a intenção de ofender o autor do texto ou algum outro comentador serão ignorados. Nem tente.
-Os comentários e opiniões são de total responsabilidade de quem os postou. Tenha moderação e educação para não se foder depois.
-Lembre-se que vivemos na era do mimimi e do "Vou te processar!".