terça-feira, 17 de julho de 2018

MEDO DE IR PARA O INFERNO

"NO INFERNO OS LUGARES MAIS QUENTES SÃO RESERVADOS PARA AQUELES QUE ESCOLHERAM A NEUTRALIDADE EM TEMPOS DE CRISE."  (DANTE ALIGHIERI)


Este, apesar do título e subtítulo com tom apocalíptico, não vai ser mais um texto que escrevo tentando esclarecer os motivos pelos quais você deve votar no Bolsonaro. Até porque isso não é um favor que você faria, mas só sua obrigação se você não é um acéfalo. 

Desta vez eu quero falar sobre o medo das pessoas.

O medo de terem suas almas maculadas. De se tornarem indignas de alguma suposta salvação. O medo de, mesmo talvez merecendo, terem que jogar uma partida de xadrez com Satanás valendo uma chance de escapar de uma eternidade sendo mergulhado em óleo fervente e caminhar sobre brasas incandescentes  enquanto se é perfurado por tridentes em brasa.

O medo de dizerem o que realmente pensam, mesmo já pensando o que pensam. 

Explico.

Já reparo faz tempo na maneira como muitas pessoas tentam evitar expor simples opiniões tidas como "fortes" ou "pesadas", mas que na verdade, apesar de não expô-las, não conseguem esconder de verdade o que pensam. Estas mesmas pessoas geralmente são aquelas que, aos olhos destreinados a perceber as hipocrisias humanas, se passam por aquelas de coração mais puro. 

Como se algo assim pudesse existir neste mundo.

Para contextualizar melhor, vamos ao primeiro exemplo: 

Conversado com uma pessoa muito próxima e conhecida, ela me relatou que um determinado rapaz, já adulto, havia sido encontrado morto em uma caçamba de lixo por ter dividas não quitadas com o tráfico. Aprofundando-se mais na biografia do defunto da coleta seletiva (olha eu abrindo as portas do inferno com chave de ouro), este conhecido me diz que o tal rapaz  desde muito novo  cometia crimes, que a família dele sempre tentou tirá-lo do mundo das drogas mas ele nunca quis sair... etc, etc, etc. Aquele mesmo filme que você já viu ou ouviu pelo menos meia duzia de vezes na vida.

Após ouvir toda a saga, emiti minha opinião, que, aliás, é a de sempre nesses casos: 

"- Pau no cu, já vai tarde! Um bosta a menos pra cruzar na rua comigo e me prejudicar..."

Afinal de contas, o que mais alguém que me conhece, ao me contar este drama, achou que iria ouvir?

E então,neste momento, neste vácuo entre minha opinião e a próxima frase nada surpreendente deste meu conhecido, é onde minha teoria se aplica. 

Eu pude perceber, em cada fibra muscular, em cada linha de expressão do seu rosto, que ele já sabia qual seria minha opinião sobre o que ele estava me contando. Não havia surpresa alguma. E mais ainda, por conhecer esta pessoa tão bem eu tenho certeza absoluta que o pensamento dela é o mesmo que o meu!

Mas mesmo assim ele disse, com um leve tom de repreensão:

"- Eita... você também, hein, Tirano..."


Caralho, mas como eu fico puto com isso...

ESSA PORRA SE CHAMA "SINALIZAÇÃO DE VIRTUDE"

A pessoa me usou duplamente. Em primeiro lugar ela faz com que eu diga exatamente o que ela pensa, para que assim, ela possa se sentir realizada, tendo ouvido o que pensa, uma opinião considerada, atualmente por este mundo hipócrita, como "pesada", mas não dita pela boca dela, e sim pela minha. 

Ou seja, o pecador, o filho da puta maldoso e de coração oco, sou eu, por ter dito o que disse. Mesmo sendo verdade, mesmo tendo toda a lógica do mundo. Afinal quem procura desgraça para sua vida e para dos outros inevitavelmente a acha, e isso é extremamente merecido. 

Mas a pessoa que me atiçou a tirar essa conclusão... Ah, ela não... mesmo ouvindo e tendo a mesmíssima opinião que a minha em seu íntimo. 

Em segundo lugar, para elevar ainda mais sua suposta alma sem mácula, pra ver se chega em casa, se olha no espelho e descobre que criou asas repentinamente, o filho da puta me repreende... como se eu fosse uma criança ruim, ou alguém traumatizado que vê na desgraça (MERECIDA) dos outros a única satisfação que pode ter na vida.

Ah, mas vá tomar no rabo!




Mas dessa vez, pela primeira vez, eu não fiquei só observando esse joguinho de santidade e desmascarei o fulano:

"- Você só finge que não concorda comigo por ter medo de dizer a verdade e ir pro inferno. Eu não tenho."

Desconversou pra lá, desconversou pra cá, mas no olhar demonstrou que foi pego.

(Na verdade eu nem acredito em inferno. Nem em Céu. Nem em porra nenhuma que pareça conto da Disney.)

Vejam bem, eu nunca cheguei nem vou chegar em velório de vagabundo dizendo que ele deve estar sentado no colo do capeta e que o mundo é um lugar melhor sem ele por aqui, mas acho que tenho todo o direito de dizer caso alguém me pergunte onde a alma dele deve estar agora sem ser tachado como um Darth Vader pior até que o vagabundo em questão. Alías, vagabundo ninguém repreende nem tenta fazer com que sinta a consciência pesada pelas merdas que faz que são muito piores que uma mera opinião, não é!? Será o medo de tomar uma estiletada ou um tiro? 

Observo este tipo de comportamento em muita gente. É como se simplesmente falar a verdade, o óbvio, fosse um tabu, algo a ser relegado às sombras, feito só por pessoas sem "coração", desalmadas. O padrão atual é o das pessoas se agarrarem em defesa de coisas indefensáveis na tentativa banal de demonstrarem seus lados caridosos e esperançosos o máximo que puderem, tanto para se provarem diante dos outros quanto para iludirem a si mesmos a respeito de suas dignidades e humanidades supremas.

Muitas pessoas (não todas, caralho! puta que pariu, eu tenho que explicar tudo sempre!?) viram Veganas pra poder dizer por ai que protegem os boizinhos e os porquinhos, e não pra parar de andar com quilos de carne putrefata nos intestinos. Viram auto proclamadas protetoras dos animais em redes sociais só por terem um gatinho ou um doguinho em casa. Viram defensoras da família e dos bons costumes tendo um passado e um presente mais sujo que pau de galinheiro. Viram defensoras dos direitos humanos para... pera aí, disso eu tenho outra histórinha rápida:

Uma outra conhecida minha, muitíssimo criada a leite com pêra, patricinha e agora esquerdosa, após sair da faculdade doutrinada na arte do mais fino mimimi, andou até recriminando comentários meus, não dirigidos a ela, que encontrou por aí flutuando no caos da internet, com a frase "Esperava mais de você..."

ESPERAVA O QUE DE MIM PORRA?
O QUE FOI QUE EU PROMETI? E PRA QUEM?

Mas a memória é algo que não falha... não comigo. E a não muito tempo atrás, esta mesma defensora dos direitos humanos e o caralho, ao ser abordada por um motoqueiro mequetrefe desconhecido na rua com uma papo estranho de querer conhecê-la, pedir numero do celular etc e tal, não exitou em invocar toda a família para localizar o tal motoqueiro e ameaça-lo até de ter a cabeça arrancada a golpes de foice caso se metesse com ela novamente.

Já se o modelo da moto fosse outro, ou o perfume importado...

Então quer dizer... vagabundo é coitadinho até te assediar na rua, ou até roubar teu Iphone. Enquanto tiver matando, roubando e estuprando outras pessoas por aí é coitadinho digno de receber segundas, terceiras e quartas chances...???

Eu posso ser um filho da puta, posso ser um desgraçadado, filho de chocadeira que merece passar 10.000 anos no inferno e que isso se repita por 10.000 vezes como foi com o Toguro (ou algo assim), mas eu sei o que é e reproduzo a verdade, aquilo que é óbvio e que todo mundo está vendo. Mesmo que se neguem a aceitar. Mesmo que queiram se esconder do risco de chamar as coisas pelos seus verdadeiros nomes e tomarem a responsabilidade por isso.

E se eu acreditasse no inferno, com certeza iria me esforçar pra quando chegar lá, ser convidado pra administrar o estabelecimento.






-------



Sem mais,
De seu lorde, senhor e Duque das Profundezas
Tirano







7 comentários:

  1. Cara, esse mundo está chato hoje em dia, o discurso "politicamente correto" e o "mimimi" estão tomando conta de tudo, não se pode mais emitir uma opinião considerada "polêmica" sobre aquilo que é óbvio que as pessoas ficam cheias de frescura. É como você disse, atualmente a hipocrisia impera na mente das pessoas, hoje em dia todo mundo tem medo de falar realmente aquilo que pensa com medo de ser recriminado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Operário!
      O mundo não está chato, ele está um CU! Do que adianta ter um cérebro, olhos boca e ouvidos se você é impedido de descrever aquilo que está na sua frente, que você vê, ouve e reflete a respeito? temos que ver um circulo e dizer que é um quadrado, sob pena de sermos taxados de nazistas, homofóbicos, machistas ou algo do tipo. EU não ando por aí esfregando o que penso na cara dos outros, desde que as merdas de terceiros não me afetem, mas quando nego vir perguntar o que eu penso e eu não poder falar a verdade do que penso com medo da reação é uma porra, uma loucura!

      Abraço!

      Excluir
  2. Grande Tirano, felizmente pelo pouco conhecimento que possuo, a bíblia não elimina a punição a quem merece. Portanto a indignação que possuímos é um reflexo bem precário e inferior da justiça divina de Deus, visto que este é perfeito e possui o saber infinito longe de qualquer compreensão humana (o que não exclui o fato de que devemos buscar cada vez mais conhecimento). Ou seja, todos merecem a morte no fim das contas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí, Vitor!
      Cara, respeito sua crença apesar de não compartilha-la, mas sinceramente a meu ver a unica punição possível deve ser executada aqui e agora. Se Deus ou alguma outra entidade superior estiver observando o que acontece aqui, acho bem estranho que ele "deixe" gente inocente se foder e que "livre" a cara de muito vagabundo por ai pra deixar a punição pra um suposto pós túmulo... Mas emfim, sei lá...

      Abraço!

      Excluir
  3. Essa hipocrisia generalizada é um das características da sociedade de espetáculo que vivemos. Fruto do esvaziamento espiritual, da falta de senso de identidade e de caráter que têm se tornado mais forte à cada geração, seja isso culpa do marxismo cultural que assola os meio de comunicação e "educação" ou do materialismo cínico consumista. Temo por estarmos numa situação parecida à dos romanos em 476 D.C.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E aí Roger!
      Também acredito que estamos na beirada do precipício apesar de muita gente achar que está tudo ótimo. Este tipo de coisa vai acontecer em algum momento. Como ando dizendo ultimamente, a Babilônia está prestes a cair!

      Abraço!

      Excluir
  4. Cada um colhe o que planta, se mete com coisa errada, depois não reclama !!

    ResponderExcluir

*OBSERVAÇÕES SOBRE OS COMENTÁRIOS
-Comente! Sua participação incentiva o autor, e além disso sabemos que você não esta fazendo nada mesmo, né...
-Não são mais permitidos comentários como anônimo. Se quiser comentar use algum perfil.
-Seu comentário será liberado e respondido assim que aprovado.
-Comentários ininteligíveis ou apenas com a intenção de ofender o autor do texto ou algum outro comentador serão ignorados. Nem tente.
-Os comentários e opiniões são de total responsabilidade de quem os postou. Tenha moderação e educação para não se foder depois.
-Lembre-se que vivemos na era do mimimi e do "Vou te processar!".